a Orquídea

e a Philosophía

A introdução

O que é uma orquídea? Quem são? De onde vieram? Para que estão aqui? Que exemplos elas podem nos mostrar? Porque a colecionamos? Porque a queremos perto? Essas e outras perguntas que faço quando estou estudando as orquídeas.

sample image

No mundo todo, muitas pessoas sentem uma atração pelas orquídeas, não sabemos bem se são as cores, que nos mostram um branco neve, lilás, vermelho ou ainda cores que não definimos muito bem, mas todos falam: Aquela que é rosa com tosn de vermlho !.

Pode ser pela forma, redonda, triangular, ou ainda em forma de pentágono ou seria pelo exalar do perfume, que cada um de nõs descobre uma sensção, uma lembrança.

O reino vegetal

Quando falamos das orquídeas, falamos de vida, vida vegetal e devemos explicar e exemplificar onde estão as orquídeas na classificação científica.

Aristóteles (384 a.C. - 322 a.C)

Começou a classificação científica dos organismos vivos de acordo com o meio que se locomoviam (terra, água e ar).

Charles Darwin (12/02/1809 - 19/04/1882)

Você não pode imaginar o quanto as orquídeas me deliciaram. Que lindas estruturas! A beleza das partes adaptadas me parece igual. Fiquei quase louco diante da fatura de orquídeas...

A cor

A cor é uma frequência, Essas frequências captadas pela nossa retina descreve a cor como a conhecemos.

Vermelha

é simbolo da atenção, da cor apaixonada. É a cor mais exitante, pode descrever paixão, emoção, ação, ou ainda agressividade e perigo

ODNA e a descendência

A primeira referencia às orquídeas, que se tem notícias, está registrada no Enquity into plants, escrito por Theophrastus (372 a.C. - 287 a.C.) e na Ásia, o grande flósofo, Confucius (551 a.C - 479 a.C), mantinha orquídeas em sua casa e comparou uma bela orquídes com a virtude da educação quando afirmou:

Uma orquídeas solitária, fica ali, adornando o lado de uma montanha, perfumando o ar, apesar de ninguém a apreciar. Um verdadeiro sábio, que conhece a moralidade e a filosofia, é sempre um cavalheiro, mesmo se não possuir riqueza.

Sobre as orquídeas Charles Darwin em sua obra "On the various contrivances by Which Bristish and Foreign Orchis are Fertilized by Insects", publicada em 1862, predisse:

... é surpreendente que qualquer inseto seja capaz de alcançar o néctar... Mas em Madagascar deve existir mariposas com probóscides com uma extensão de 25 a 28 centímetros . . . As políneas não
http://www.asorquideaseaphilosofia.com.br/ poderiam ser coletadas a menos que uma imensa mariposa, com um probóscides maravilhosamente longo tentasse sugar a última gota. Se essa mariposa viesse a se tornar extinta em Madagascar, certamente que o Angraecum também seria extinto . . .

Essas e muito mais reflexões em um breve lançamento. 

Deixe seu contato conosco que avisaremos sobre a pré-venda.